Bem-vindo ao meu blogue

“Aquilo que você dá”

Lua Nova 8 maio 2024 O artista multidisciplinar Arnaldo Antunes popularizou “Pop Zen”, canção de uma breve banda brasileira que declara: “Tudo que você tem não é seu / Tudo que você guardar / Não lhe pertence nem nunca lhe...

Ler mais »

Recusar a oferta

Lua Cheia 24 abril 2024 Osho conta a história de um mestre que recebe a visita de um homem irado, em busca de paz. Ora este homem era rico e, na pretensão de ganhar o favor do mestre, leva consigo...

Ler mais »

Lamber as feridas

Lua Nova 8 abril 2024 Estamos a ser levados ao limite, no convite de iluminar as zonas obscuras da nossa consciência recauchutada com boas intenções e pequenez, para melhor cabermos nos lugarzinhos que nos reserva a família, o trabalho, a...

Ler mais »

Singular e unida presença

Lua Cheia, 25 março 2024 Todas as interações em que nos envolvemos são oportunidades de cura. Desde o mais banal recontro com o caixa do supermercado, até às relações na esfera íntima, onde o tempo e a intensidade permitem um...

Ler mais »

Refúgio no coração

Lua Nova, 10 março 2024 Ser humano é desafiante, sim. Todas as pessoas de todos os tempos, imagino, acreditaram que se encontravam a deslindar o mais complexo labirinto. Hoje, a rede de informação que nos embala e estrutura (num contexto...

Ler mais »

A raiz do movimento

Lua Cheia. 24 fevereiro 2024 Aprender a caminhar é provavelmente uma das tarefas físicas mais desafiantes na vida de um ser humano médio (para excluir atletas de alta competição, entre outros que se dediquem a ampliar os limites da expressão...

Ler mais »

A verdade plural

Lua Nova 9 fevereiro 2024 Tendemos a acreditar na objetividade indiscutível dos nossos pontos de vista, descurando o caráter eminentemente subjetivo de toda a perceção. Mais, queremos à viva força que os outros comunguem a nossa verdade, ignorando que talvez...

Ler mais »

Um caminho contínuo

Lua Cheia 25 janeiro 2024 Muito se fala da criança interior e das feridas de infância. Sabemos que não há parentalidade isenta de erro e graças a D. Winnicott até podemos dessacralizar o papel da mãe que, longe do coração...

Ler mais »

Mais do que isto

Lua Nova, 11 janeiro 2024 Num dos seus mais conhecidos poemas, Fernando Pessoa ortónimo desconstrói o afã de saber por contraponto com a naturalidade das coisas crescendo fora das páginas do livro. É um piscar de olhos ao mestre Alberto...

Ler mais »

O trabalho da esperança

Lua Cheia 27 dezembro 2023 Podemos argumentar que a esperança nos aprisiona num futuro idealizado, retirando a potência da ação, ou que é mero artifício para enganar papalvos, cenoura frente ao nariz que nos faz continuar. Sim, esperar pouco vale,...

Ler mais »
Scroll to Top